Skip to Content

Resultados da busca por tag:  mae

09
mai

Dia das Mães é o dia de retribuir todas as vezes que a sua mãe acordou mais cedo para preparar o seu café antes de você ir para escola. Coloque o despertador antes do horário de costume (do horário da sua mãe e não do seu, claro!) e a surpreenda com um delicioso café da manhã na cama, ou não.

Não conseguiu acordar né? Tudo bem, prepare um café da tarde no capricho e ela nem vai perceber que seu plano não era exatamente este.

Tem coisa mais gostosa do que desfrutar com calma uma xícara de café e um pãozinho bem quentinho, com manteiga ou com geleia ? Tudo isso em ótima companhia. Tente resgatar o que sua mãe gosta ou, surpreendê-la com algo diferente, quem sabe um brownie caseiro, ou waffles? Ou então aquele bolo de fubá que ela tanto ama. Um suco, um iogurte e algumas frutinhas picadas carinhosamente e envolvidas em granola. Lembre-se tudo servido fora das embalagens, em potinhos graciosos.

fotos_objeteria4

Abuse dos detalhes! Corações de papel pendurados no café, forminhas em formato de coração para cortar o pão, se não tiver forminha, vai com a faca mesmo, um “M” de mãe deixará ela emocionada! Use a criatividade e faça tudo com muito carinho, sua mãe merece! Não esqueça das flores, um toque especial e um presentinho a mais.

fotos_objeteria5

fotos_objeteria3  fotos_objeteria6

Esse seu café, da manhã ou da tarde, vai acabar virando um evento em família, aí sim sua mãe ficará realizada!

Feliz Dia das Mães!

07
mai

Na vida as mães podem ser todas iguais e só mudar o endereço, mas na decoração não! Na decoração existem “tipos de mães”.  Colorida, neutra, despojada, clássica… Não importa se você gosta ou não do estilo da sua mãe, é na casa dela que você se sente em casa. Aconchego e segurança independem de concordar esteticamente com o espaço, desde que você se sinta parte dele, se identifique com ele, que ele conte um pouco da sua história.

Quero escrever sobre termos um olhar atento nesta semana, pensando bem, não só nesta, em relação ao que nossas mães gostam e curtem.  Qual é o estilo dela, como é a casa dela, quais são seus objetos de desejo, quais são os seus desejos…

Qual o estilo que identifica a sua Mamis e a casa da sua Mamis? Estilo clássico, minimalista, retrô, vintage, contemporâneo, moderno… Todas tem o seu estilo de casa, de decoração, tem seus objetos de referência e preferência. Intencionalmente ou não, cada mãe, cada mulher deixa sua marca nos espaços que mora e cria. A decoração é um retrato da personalidade de cada pessoa.

Separamos algumas casas de mamis. Qual delas é a cara da sua mãe? Ninho moderno, cheio de graça e acolhimento. Lar praiano, cheio de detalhes, nos objetos se revela o traço maternal e a harmonia estética. Casa colorida, livre para voar, objetos divertidos instigam a imaginação e dão a ideia de um universo de liberdade. Aconchego total, mistura do novo e do antigo, a biografia nos detalhes.

foto-4foto-3foto-2foto-1Independente do estilo da casa da sua mãe, sempre terá um porta-retrato, com a sua foto, que se encaixe perfeitamente na decoração (ou não)… Mas ele estará lá!fotos_objeteria3

06
mai

Na cama dormindo o sono da beleza, na sala de pernas pro ar, na banheira cheia de espuma, na praia tomando sol … Com certeza não seria essa a resposta das nossas filhas, filhos e maridos. Não pensariam duas vezes…  Lugar de mãe é na… cozinha (menos lá em casa… já entenderam que não é meu forte)!

E aí eu me pergunto, será que é lá mesmo que elas querem estar?  Onde será que elas gostariam de passar parte do seu tempo? Em algum outro ambiente da casa? Num outro espaço? Escritório? Ateliê? No jardim?

Muitas vezes ouvi, e penso que muitos de vocês talvez também tenham ouvido, quando meus filhos crescerem, quando eu me aposentar, vou fazer tudo o que gosto, vou morar na praia, no sítio, vou fazer aula de pintura, vou fazer academia, etc… Quando eles crescerem, faça mesmo! E enquanto eles não crescem, faça também! Dance, se arrume, se divirta!

FOTO-3

FOTO-2

Lugar de mãe é onde ela enquanto pessoa, enquanto mulher, desejar estar. Se for no quarto que seja o  quarto que quando ela deitar, encostar sua cabeça no travesseiro, sinta-se no seu ninho. Onde estejam seus cremes, seus perfumes, o jogo de lençol que a abraça. Se for na sala que seja a sala onde estejam seus livros favoritos, seus objetos de desejo, seus quadros. Se for no supermercado, na feira, que seja por gosto e pelo prazer da escolha dos alimentos. Se for no escritório, na empresa, que seja pelo prazer de produzir, de criar e, se for na cozinha, que seja pelo prazer  de cozinhar, de fazer aquele bolo que alimenta e acaricia.

Não importa se sua mãe não é a Marilyn ou a Pretty Woman, ela também é uma rainha. Que o lugar da casa, que o lugar no ambiente de trabalho, que o lugar na família, que o lugar junto aos filhos, seja aquele em que ela reine conforme a própria escolha, de acordo com suas capacidades e desejos.

FOTO-4

FOTO-5

05
mai

Foi-se o tempo em que as bandejas eram usadas quase que exclusivamente para serviço de mesa. Chique era ter uma bandeja de prata ou inox, com as bordas bem trabalhadas. (Mamis, você é muito chique!) As de prata então, eram objeto de desejo de muitas mulheres. Assim como sapatos, roupas e maquiagens, as bandejas passavam de mães para filhas servindo suas casas de histórias.

Brega ou não, ultrapassado ou não, não há nada que tenha mais a cara da casa da mamis ou da vóvis que aquela bandeja acompanhada da sempre tão criticada “toalhinha” de crochê. A beleza e o modismo podem ser discutidos, mas é inegável que o gosto do café servido nesta bandejinha é o melhor do mundo! <3

fotos-2

O tempo passou, as casas foram se modificando, diminuindo de tamanho, vieram os apartamentos, novos conceitos e hábitos quanto ao morar e decorar. Com o avanço industrial, tecnológico, e o desenvolvimento do design de produto as bandejas ganharam mil e uma formas. Espelhadas, laqueadas, de fibras naturais, de acrílico, de ferro, de bambu, com cores vistosas ou estampadas passaram a agradar as três gerações.

As tais bandejas, que eram amadas pelas mamis e rejeitadas pelas filhas, deixaram de ser apenas apoio de serviço de mesa e tornaram-se um lindo objeto de decoração, disputados por mães e filhas.

fotos-3

Não importa se mãe e filha não trocam roupas e sapatos por vestirem tamanhos e numerações diferentes, afinal, bandejas não tem manequim. Tirem as bandejas do armário e explorem suas possibilidades…  Acomodar perfumes, maquiagens e cremes sobre a cômoda ao lado da cama, usar como bar na sala, apoiá-las como quadro, porta recados ou lista de compras, pôr ordem naqueles tantos pequenos objetos de escritório ou pendurar naquela parede da sala junto com seus quadros.

foto-8

foto-7

foto-6

Tudo “bandejado” e organizado! O problema agora é saber se vamos dar de presente para as nossas mães ou pedir de presente para nós…