Skip to Content

Resultados da busca por tag:  cores

04
ago

Slide1

Na decoração as cores e a luz são dois motores fundamentais. As cores vibrantes, fortes, quando bem usadas, bem colocadas, são um excelente recurso  para as paredes, assim como, para os móveis e objetos. Porém, é preciso ter cuidado  ao utilizá-las.

Slide2

O espaço precisa ter boa iluminação natural para receber cores fortes. Caso contrário, oprime. Exceção ao lavabo, onde se fica pouco. Quanto aos móveis e objetos é fundamental estar atento à composição com os outros elementos, com o todo.  Qual a função, o que você quer destacar.

(mais…)

VEJA NOSSOS PRODUTOS RELACIONADOS:
15
out

OBJETERIA-PORTAS-01

Cada vez mais as portas vem ganhando destaque na arquitetura phyna. Portas enormes, altas, largas, imponentes. Muitas vezes com puxadores também enormes, bonitões. Mas e as portas de casas normais? Onde moram pessoas normais? Tipo, nós! Não é porque não moramos em mansões e sim em prédios, que nossas portas precisam ser sem sal e sem açúcar. Cores, por favor, entrem e sintam-se à vontade.

OBJETERIA-PORTAS-02

Se você é do tipo que gosta de exclusividade, de arriscar algo diferente e fugir da mesmice, uma dica é pintar as portas e não as paredes.

OBJETERIA-PORTAS-03

Pintar, adesivar, estampar, colorir, se divertir, criar! Faça da sua porta a sua obra de arte. Ela pode ser o maior e mais lindo destaque da sua sala!

(mais…)

10
jul

Temos visto muitas gavetas coloridas por aí e podemos afirmar que sim, as cores fazem milagres! E a boa notícia é que ela não esta presente mais só nas paredes, mergulhou fundo no mobiliário. Milagrosa que só, imprime bossa  aquele móvel  cheio de capacidades. Móvel  forte, firme e com gavetas, o que favorece o guardar de forma organizada, mas, com aparência  cansada, envelhecida. E que  dependendo da  necessidade e dos desejos, repaginado  entra muito bem em vários espaços da casa.

FOTO5

Outra boa notícia. Há maneiras e maneiras de colorir um móvel. Poucos tons, um tom ou dois tons no máximo.  Só os tons  favoritos. Tintas de várias cores e um bocado de criatividade, cadência de tons. Tons neutros  que brilham sobre a base amadeirada. Desenhos vários, listrados, quadrados, estampados.  Pingos de tons.

FOTO3

Cores que façam graça, que provoquem alegria, outras cuja missão seja dar um ar masculino, feminino,  toques de humor.  Onde as cores apareçam e brilhem sem timidez.

FOTO4

E bossa. Afinal pintar e bordar (é isto mesmo, algumas pinturas tem jeito de bordado) um móvel de um jeito diferente, original, da a ele uma bossa  nova .  Que ao olhar a gente  cante, “olha que coisa mais linda, mais cheia de graça.”

FOTO6

09
jul

Há quem goste tanto de tapete que eles acabam se tornando o ponto de partida da decoração. Não à toa há inúmeras opções de estilos, texturas e desenhos. Antigos ou contemporâneos, lisos ou estampados, coloridos ou neutros, eles ajudam a delimitar o espaço, podem orientar a disposição do mobiliário e dar o arremate visual que faltava. Além de elevar o nível de aconchego de um lar.

FOTO2

Mesmo sem regras rígidas, é importante que o tamanho do tapete esteja adequado às dimensões do espaço. A sugestão é um modelo que tenha no mínimo a largura do sofá e entre embaixo do móvel, mais ou menos até a metade. Assim, as suas peças parecem estar num mesmo plano, eliminando a confusão visual de piso, parede e sofá. Em um ambiente grande fica chique usar um tapete que abrigue todos os móveis.

FOTO5

Em ambientes próximos eles não precisam e nem devem ser iguais, acabam parecendo um carpete. Busque um denominador comum entre os modelos. Para a sala de TV busque uma peça mais espessa e macia, ajudam na acústica e  para as pessoas se deitarem.

FOTO8

Sala de jantar, único com regra definida. O tapete deve ter 60 ou 70 cm a mais que as laterais do tampo da mesa, para movimentar as cadeiras. Ah, e eles também podem ir para os quartos, banheiros e cozinhas, em ambientes com pisos de madeira, cerâmica ou pedra. Uma solução bem interessante é colocar um tapete retangular no sentido contrário ao da cama, sobrando nas laterais e na frente.. Uma versão elegante dos tapetinhos que antes circundavam os móveis.

FOTO4

FOTO3

Coloridos ou não, é inegável que eles deixam os ambientes mais preenchidos e aconchegantes!

FOTO6 FOTO7

28
mai

Uma composição de cores e tons bem elaborada tem o poder de despertar as melhores sensações. Embora as paredes claras sejam a escolha mais óbvia e funcionem para muitos, cada vez mais pessoas estão ousando , arriscando e colocando cores nas paredes, e na vida.

As pessoas vêm deixando de lado a teoria de espaço e amplitude que o branco propicia em busca de outras sensações, como: aconchego, prazer, calma, alegria… A inspiração pode vir da natureza onde há infinitas cores e tons, de um quadro, de uma estampa de tecido que lhe tragam determinadas sensações, tente identificá-las.

Matizes intensos tem o poder de confortar. Tons entre o marrom e o cinza, que as pessoas tem medo de usar, abraçam, oferecem aconchego. Cores escuras é um bom recurso para valorizar objetos e obras de arte nas paredes. Elegantes, os tons berinjela e verde escuro proporcionam profundidade, convidam o olhar a ir longe.  Um azul intenso faz referência ao céu e pode valorizar o desenho do móvel, da marcenaria. Vermelhos e rosas trazem vibração, alegria em dobro, e o  amarelo expressão de bom humor.

FOTO5FOTO4FOTO2 FOTO3 FOTO6 FOTO7

Página 1 de 212